beleza   / Cabelo cacheado

Cabelos cacheados: 5 erros que você não pode cometer se quer manter os fios saudáveis

Tricologista Viviane Coutinho lista erros que prejudicam a saúde dos fios cacheados, que precisam de cuidados específicos

MANEQUIM Publicado quarta 28 abril, 2021

Tricologista Viviane Coutinho lista erros que prejudicam a saúde dos fios cacheados, que precisam de cuidados específicos
Tricologista Viviane Coutinho lista erros que prejudicam a saúde dos fios cacheados, que precisam de cuidados específicos - Unsplash - Cortney White

Os cachos naturais estão com tudo. Quando estão saudáveis, ganham forma e volume maravilhosos, permitindo a criação de penteados diferentes. Mas cá entre nós: até quando estão soltos, sem nenhum tipo de acessório, eles também ficam incríveis.

Para valorizar toda a beleza dos fios cacheados, é importante investir em produtos adequados e apostar em alguns truques no dia a dia. Também é essencial saber quais os erros que você precisa evitar para manter a saúde capilar. Para te ajudar nessa missão, a tricologista Viviane Coutinho cita cinco atitudes que prejudicam os cachos e podem afetar sua definição, força e brilho.

+VEJA: Você sabe quais os principais ERROS e ACERTOS quando falamos de cabelos cacheados? O Hair Stylist Luigi Moretto responde

1- Lavar o cabelo com produtos inadequados

A hidratação natural no couro cabeludo não consegue proteger toda a extensão dos fios cacheados por conta de seu formato em espiral. Por isso, a tendência é que os cabelos cacheados apresentem pontas ressecadas.

“A extensão do fio ressecado impede que o cacho fique bonito e bem definido. Pelo contrário, a falta da oleosidade pode deixar o cabelo mais arrepiado, frágil e até mesmo quebradiço”, explica. “Dessa forma, usar um shampoo inadequado piora a situação, já que a intenção da maioria desses produtos é limpar os fios profundamente, eliminando o excesso de óleo.”

Viviane afirma que o segredo é adotar produtos fabricados especificamente para cabelos cacheados, que unem a limpeza e a hidratação em uma mesma fórmula.

“O ideal é investir em itens que eliminam impurezas e, ao mesmo tempo, mantém a oleosidade do fio. Assim, os mais indicados são aqueles sem sal, hidratantes, com óleos, manteigas condicionantes, vitaminas e princípios ativos que deem mais força e emoliência aos fios”, recomenda. 

2- Não proteger os fios de altas temperaturas

É normal que os cachos demorem mais para secar por conta de seu formato. O que pode ajudar nesse processo é o difusor, item encaixado no bocal do secador e pensado especialmente para facilitar a vida de quem possui cabelos cacheados, pois preserva a forma dos fios. Porém, a prática requer cuidados essenciais e um deles é o uso do protetor térmico.

O protetor é fundamental porque cria uma espécie de película protetora ao redor do fio. Com esse ‘escudo’, impede que as temperaturas mais altas afetem a fibra capilar e o couro cabeludo”, aponta.

+VEJA: Mitos e verdades sobre receitas caseiras para os cabelos: qual funciona e qual só piora os fios?

 3- Dormir com os fios úmidos

Independentemente da textura do cabelo, essa prática deve ser eliminada da rotina o quanto antes para garantir a limpeza, e, por consequência, a saúde do couro cabeludo.

“Além da chance deles acordarem amassados e desarrumados serem maiores, dormir com os cabelos molhados pode contribuir para o aumento da seborréia - e, com isso, favorecer o aparecimento das caspas, causando coceira e muita irritação”, alerta a especialista.

4-Pentear o cabelo seco

Outro erro que pode prejudicar a saúde dos cachos é pentear o cabelo seco. Além de deixar os fios com um aspecto ressecado, usar pente ou escova sem molhar as madeixas também pode aumentar o risco de quebra. 

“Um fenômeno bem comum entre as cacheadas é o chamado ‘day after’, que em português significa ‘dia seguinte’. Ele se refere ao dia seguinte da lavagem do cabelo, que geralmente é marcado por cabelos indefinidos e cheios de frizz, mesmo que no dia anterior, a finalização tenha sido feita com toda a dedicação”, explica.

Quando o “day after” chegar, não tenha medo: aprenda a umidificar os cachos.

“Quando você quiser fazer um penteado ou revitalizar os cachos antes da próxima lavagem, use um borrifador com água e amasse os fios para estimular a criação dos cachos. Caso queira dar uma encorpada maior, aplique um creme de pentear leve”, orienta. “Produtos em spray e leave-in que estimulam os cachos também são ótimas opções.”, acrescenta.

+VEJA: Cansou do seu cabelo? Confira 4 cortes que você pode fazer sozinha em casa durante a quarentena

5- Deixar de lado a umectação capilar

Segundo a tricologista, é essencial investir em nutrição capilar nos fios cacheados, já que o cabelo perde seus nutrientes no cotidiano e a reposição precisa ser constante.

“Assim como a pele precisa de hidratação para se manter saudável e bonita, os cabelos também necessitam repor nutrientes perdidos, como queratina e proteínas. Se todos os tipos de fios são impactados pelo sol, poluição, secadores e chapinhas, o cabelo cacheado, que já possui certo ressecamento natural, sofre ainda mais”, ressalta.

E comenta: “Muitas cacheadas, inclusive, são adeptas do cronograma capilar, que garante etapas de hidratação, nutrição e reconstrução. O método pode ser adaptado de acordo com as necessidades e situação atual dos fios. Os cabelos muito danificados podem receber máscaras de reconstrução mais vezes por mês, por exemplo.” 

Ela lista os ingredientes de cremes que são potentes e eficazes.

“Aposte em manteigas e óleos vegetais, como o abacate, argan e macadâmia, que são super emolientes. Após a ação da máscara, enxague com água fria, pois isso ajuda a fechar as cutículas e finalizar o tratamento”, acrescenta.

Último acesso: 13 May 2021 - 15:29:11 (1044230).